Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É uma Vida para Dois

Livros para folhear, filmes para ver, sabores para provar, destinos para descobrir. Gostamos de experimentar tudo o que há de novo aqui e acolá! Queremos a vida bem passada e bem servida, se faz favor!

Destinos Portugueses a visitar em 2016 - Parte II

2016 é grande o suficiente para ser preenchido com novos passeios, novas viagens, e novas aventuras. Afinal, estes doze meses que já começámos a viver são 366 óptimos motivos para não ficarmos presos aos locais que já conhecemos de cor, que já não nos trazem qualquer novidade e que insistimos em pisar todos os dias. 

É por isso que continuamos a fazer crescer a nossa lista de locais a visitar nos próximos meses, preferencialmente quando os dias de sol começarem a desafiar-nos para sair de casa.

 

Alguns leitores de destinos a visitar em 2016 sugeriram vários outros destinos lindíssimos que não conhecíamos e que acreditamos que a maioria de vocês também nunca tenha visitado. 

Assim sendo, segue-se mais uma selecção de destinos menos turísticos e pouco conhecidos, que queremos mesmo muito visitar este ano em PORTUGAL:

 

DORNES 

Podia pertencer ao mundo de Game of Thrones, qual região dos Sete Reinos, mas não: pertence mesmo a Portugal e está situada a 10 km de Ferreira do Zêzere, numa enseada da albufeira do Castelo do Bode. A vila de Dornes é uma das mais curiosas, quer pela sua localização, pelas paisagens e pelo pitoresco do casario, como pelas lendas e tradições que lhe estão associadas. A dominar as casas baixas e predominantemente brancas, fica a torre medieval, que se pensa ter sido construída pelos cavaleiros templários para vigiar o vale do Zêzere. A fundação da aldeia remonta ao século XII e está ligada ao aparecimento de uma imagem milagrosa de Nossa Senhora do Pranto. A primeira igreja foi mandada construir pela Rainha Santa Isabel em finais do século XIII, substituída por uma de maiores dimensões no século XV. 

Melhor, melhor, é saber que está situada apenas a uma 1:40 h de Lisboa

 

Se houver tempo para descobrir outros encantos do Zêzere, o passeio a Dornes poderá ser completado e enriquecido com uma visita à cidade de Tomar, ao castelo de Almourol e até a Praia Fluvial Lagoa Azul (Castanheira), ideal para um banho à beira rio num dia quente de verão. Quando a estadia, o que não falta são estalagens e hotéis com vista para o rio, ideais para passar uma noite fora do búlicio da cidade.

http://www.lifecooler.com/artigo/passear/dornes/327935/

http://www.dornestur.pt

 

 

PERCURSO PEDESTRE ENTRE  PIODÃO e FOZ D'ÉGUA

A Aldeia de Piódão já toda a gente conhece pelo menos de nome. Considerada uma das mais bonitas do País, está classificada como “Aldeia Histórica de Portugal“ e pertence ao concelho de Arganil, na encosta da bonita Serra do Açor. 
As suas típicas casas de xisto e lousa, com janelas em madeira de azul pintadas, descem graciosamente a encosta da serra, sendo por muitos apelidada de “aldeia presépio”
Aldeia de acessos difíceis, é um excelente exemplo de como o ser humano se adaptou ao longo dos séculos aos mais inóspitos locais. A natureza envolvente está quase que em estado puro, observando-se pela região diversas espécies de fauna e flora típicas do local.

 

O que nem toda a gente conhece, é o percurso pedestre que se faz entre o Piódão e Foz d’Égua, um dos mais interessantes pela Serra do Açor. Trata-se de um percurso com declive pouco acentuado, com uma ou duas exceções. Algumas casas abandonadas que se cruzam no caminho relembram a atividade pastorícia. Nas clareiras podem avistar-se colmeias, testemunho da atividade apícola.

No final do percurso está então Foz d´Égua, onde se encontra uma piscina naturalpraia fluvial de grande beleza, o ponto de encontro da ribeira de Piódão com a ribeira de Chãs, que correm em direcção ao rio Alvoco. 

Querem programa mais pitoresco, original e completo que este?

http://www.guiadacidade.pt/

http://casadapadaria.com/caminhada-piodao-foz-degua/

 

 

PORTELA DO HOMEM 

A Cascata da Portela do Homem é apenas um dos Paraísos do Gerês e é também um ponto de fronteira entre Portugal e Espanha. Esta fronteira, para além de ser a única do distrito de Braga e do Baixo Minho, é a via de entrada entre a Galiza e o coração do Parque Nacional da Peneda-Gerês, no concelho de Terras de Bouro. As paisagens são, obviamente espectaculares e por si só merecem uma visita.

 

Como Chegar?

Como partida do centro das Caldas do Gerês, deve seguir-se em direção à Barragem da Caniçada. Mais alguns metros à frente é possivel encontrar um entroncamento à esquerda, com a indicação “Ermida”. Seguindo nessa direção, é possível percorrer uma estrada apertada com belas paisagens.

Mais alguns quilómetros à frente, começam a visualizar-se alguns riachos de água, que pertencem ao Rio Arado. Em seguida, na mesma estrada, encontrar-se-à, do lado direito, as Cascatas do Rio Homem, na Portela do Homem. Num dia quente de Verão, nada como refrescar nas belas e límpidas águas da cascata.

http://www.maravilhasdogeres.pt/

 

 

ILHA DA BERLENGA

Património natural de grande valor, o pequeno arquipélago das Berlengas está situado a cerca de 10km a oeste de Peniche.
A Ilha principal, a Berlenga, é um local que ainda hoje se apresenta quase no seu estado natural, pouco alterado pela mão humana. O acesso à ilha faz-se de barco através de Peniche, numa viagem com a duração de 30 a 40 minutos. As visitas à Berlenga estão condicionadas ao máximo de 350 visitantes por dia, de modo a manter a maior naturalidade em todas as espécies que habitam a ilha. 
 
Ideal para passar um dia diferente de Verão, a ilha é procurada por aqueles que gostam de mergulho, praias pequenas de águas cristalinas e visita às grutas.

http://www.berlengoest.com
 

 E vocês, já conheciam estes locais?

 

Ficamos à espera de sugestões de locais menos turísticos para acrescentar à nossa lista!

 

Até lá...

Boa Viagem!

 

Mr. and Mrs.

4 comentários

Comentar post