Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É uma Vida para Dois

Livros para folhear, filmes para ver, sabores para provar, destinos para descobrir. Gostamos de experimentar tudo o que há de novo aqui e acolá! Queremos a vida bem passada e bem servida, se faz favor!

The Revenant - O Renascido (2015)

Se Babel, 21 Gramas, Birdman e Amores Perros já tinham feito com que Alejandro González Iñárritu se tornasse um dos meus realizadores preferidos, então agora não deixou qualquer hipótese à concorrência. 

 

Baseada em factos verídicos, a história tem tudo para dar certo. Muito resumidamente e sem spoilers, o filme conta a história do Caçador de Peles Hugh Glass que, em 1820, foi atacado por um urso durante uma expedição. Com ferimentos graves e à beira da morte, acaba por ser abandonado pelos seus companheiros.

 

The Revenant é um filme sobre a sobrevivência, vingança e também...amor. Emocionalmente e visualmente violento, The Revenant não é um filme para estômagos fracos e corações sensíveis. O realismo está presente do princípio ao fim, fazendo com que o espectador não seja poupado a nada que não queira ver. Não é um filme para quem pretende descomprimir, para quem quer aliviar o stress do dia-a-dia, nem para aqueles que pretendem um serão agradável numa sala de cinema. É um filme para quem quer apreciar a verdadeira essência do cinema e tem noção de que vai deparar-se com sentimentos e emoções desagradáveis.

 

A sequência das cenas, fotografia, efeitos visuais está absolutamente extraordinária, bem como as representações de todos actores, nomeadamente Leonardo DiCaprio e Tom Hardy. É este ano que Leonardo Dicaprio pode concretizar o discurso que prepara há vários anos.

 

Com 12 nomeações para os Óscares, The Revenant merece cada uma delas. Este ano, não há concorrência à altura. Meu Deus, que obra-prima, que obra-prima. 

 

Boas sessões de cinema,

Mrs.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.